Não custa nada estar informado

Ora, eis que de volta a casa me deu a vontade de ir buscar à blogoesfera aquilo que senti falta na comunicação social nacional a que aludi anteriormente.

Dito e feito, uma passagem rápida pelos blogues que vou seguindo permitiu-me constatar que Portugal é informado de forma mais eficaz olhando a blogoesfera portuguesa todas as manhãs e assim, fiquei a saber entre outras coisas: o que se passou em Teerão, o conteúdo da entrevista de Louçã, várias análises ponderadas sobre o PSD (com especial destaque para o Henrique Raposo), uma mão cheia de esclarecedores comentários da esquerda portuguesa e subtis alertas ao Grande Chefe para os salvar em Outubro, o maravilhoso caso de Saramago vs um certo líder italiano que lhe causa aflições, duas notas sobre o revelador artigo de JPP no Público (as duas no Blasfémias) e muito mais.

Concluo que para a próxima basta levar uma ligação de Internet e uma mão cheia de filmes em dvd que não é preciso mais nada para ficarmos a saber o que interessa.

Para terminar uma nota cómica: Se JPP gosta de demonstrar como naquela cabeça o amor às purgas partidárias e à verdade se mantém intacto, o que dizer dos post’s e série de comentários que o mais disparatado dos bloggers nacionais – de seu nome Carlos Santos – dedicou ao nosso Paulo Pinto Mascarenhas?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: