Terror Tactics

Se a humanidade acabasse hoje com as emissões de dióxido de carbono, só dentro de mil anos é que o clima do nosso planeta voltaria ao normal. Cientistas pedem que se actue o mais rapidamente possível para impedir o piorar da situação… esta espantosa conclusão vem na secção ciência do DN de hoje.

Vejam bem a forma como a frase está construída, o dramatismo, a certeza e a inacreditável estupidez das afirmações:

“Humanidade”, “todas as emissões de dióxido de carbono” “hoje” (a urgência da coisa), mesmo assim, mesmo com esse acto impossível, só daqui a a mil anos, um bom e redondinho número, é que estariamos safos dos nefastos efeitos que andamos a provocar. Os cientistas (assim mesmo) dizem que temos de agir rapidamente (outta vez a urgência da coisa) para impedir que essa coisa piore.

Quem afirma isto e mais, porque na op ião dela não há nada a fazer, é nada menos nada mais que a vencedora do Nobel, em conjunto com todos os membros do IPPC e mais o Al Gore, a senhora Susan Solomon. para ela o aquecimento global é “irreversível” e nem mil anos serão suficientes para apagar aquilo que a humanidade tem feito ao planeta. “As pessoas pensavam que se deixássemos de emitir dióxido de carbono o clima voltaria ao normal dentro de cem ou 200 anos. Isso não é verdade”, as mudanças na temperatura da superfície dos oceanos, no nível de precipitação e no aumento do nível das águas “são em grande parte irreversíveis, por mais de mil anos depois das emissões de CO terem parado completamente”. Giro não? Passamos de irreversiveis para em grande parte irrreversiveis. Afinsla alguma coisa pode ser feita e que coisa é essa? Parar. Parar tudo e já.

Quem é que lucra com estes disparates? A própria cientista nos diz que chegou agora à conclusão que estávamos a ver tudo mal, afinal não bastariam 100 anos ou 200 para a coisa normalizar se parássemos tudo agora, só que agora já tem a certeza de tudo, há uns meses imagino que tambem teria mas afinal estava enganada e por aí a diante.

O que temos aqui é o mesma e repetitiva falta de humildade perante a natureza e a enorme capacidade de renovação do planeta em que vivemos. No fim serão vertidos mais uns milhões para mais umas dezenas de organizações pseudo-ambientais que repetirão os mesmos passos já feitos, compilarão umas dezenas de milhares de páginas de magnificas conclusões. Provavelmente sobre a a iminência inequivoca e fatal de uma nova idade do gelo.

Anúncios

Uma resposta to “Terror Tactics”

  1. Susan Solomon e os disparates do eco-alarmismo « O Insurgente Says:

    […] em: Ambiente, Media, Política, Portugal — André Azevedo Alves @ 8:00 pm Uma excelente análise e desmontagem da propaganda eco-alarmista e pseudo-científica que continua a prevalecer nos media: Terror Tactics. Por Afonso Azevedo Neves. Quem é que lucra […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: